Netflix amplia reinado no mercado internacional com séries originais

Contas internacionais superam, pela primeira vez, o número de assinantes nos EUA

Netflix teve 18 indicações ao Emmy, Stranger Thing está na lista
Netflix teve 18 indicações ao Emmy, Stranger Thing está na lista Divulgação/Netflix

Vinte anos depois que Reed Hastings cofundou a Netflix e uma década depois que a companhia introduziu a transmissão de vídeos por streaming, a empresa atingiu outro marco - um que é chave para sua habilidade de sustentar o ritmo de crescimento. A soma de assinantes internacionais da empresa bateu a marca de 52,03 milhões no final do trimestre (encerrado em junho). O número superou o número de clientes nos Estados Unidos - 51,92 milhões. As informações são da própria Netflix e foram divulgada nessa segunda-feira (17).

Reflexo desse crescimento, as ações da companhia subiram 10,5%, chegando a 178,72 dólares, na negociação antes da abertura do mercado desta terça-feira (18), a caminho de acrescentar mais 7 bilhões de dólares ao valor de mercado de 70 bilhões de dólares da Netflix.

Este ano, séries originais como "Stranger Things", "The Crown" e a mais recente temporada de "House of Cards", programa estrelado por Kevin Spacey, receberam nomeações ao Emmy e trouxeram mais clientes do que a Netflix havia previsto para o segundo trimestre.

A companhia, que tem mais de 100 milhões de clientes globalmente, acrescentou mais 4,14 milhões de assinantes mensais em mercados internacionais no último trimestre, superando a estimativa média de analistas de 2,59 milhões, de acordo com dados da empresa de análises FactSet.